Agora é curtir a pagina do blog

sexta-feira, 15 de maio de 2015

PARÁ: Eduardo Cunha é esperado com protestos hoje em Belém

Foto: Ascom/Câmara
A chegada do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na manhã desta sexta-feira (15), em Belém, deverá ser tão agitada quanto a das outras edições do programa Câmara Itinerante nos outros Estados, marcadas por protestos de centrais sindicais e pelos movimentos sociais e estudantis. A página na internet da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), por exemplo, convoca todos os trabalhadores paraenses a repudiarem a visita do peemedebista no Estado, demonstrando a insatisfação “com a tentativa de implantar a liberação total e irresponsável da terceirização no Brasil, destruindo direitos da classe trabalhadora.”
“É hora da unidade de todos e de arregaçar as mangas para combater a precarização de direitos, representada pela terceirização (PL 4330), medidas provisórias 664 e 665, o ajuste fiscal e combate a quaisquer tentativas de golpe. O foco da classe trabalhadora é contra a terceirização do trabalho (PL 4330) que precariza direitos, destrói conquistas históricas dos trabalhadores, anula a CLT e, junto com as Medidas Provisórias (MPs) 664 e 665, reduz benefícios no seguro-desemprego, abono salarial e pensões, por serem medidas de retrocesso”, diz o texto da convocação. 

“Por isso, exigimos o fim dessas propostas que criam dificuldades para o trabalhador, com redução de direitos e sem combate efetivo às irregularidades que teriam sido a justificativa do governo para adotá-las e terão efeito negativo na política de redução das desigualdades sociais, bandeira histórica da classe trabalhadora”, completa a nota, que chama a mobilização contra Cunha em Belém de “Dia Nacional de Paralisação e Manifestações, rumo a Greve Geral”.
LGBT
Além das manifestações das centrais sindicais, a comitiva que acompanha Eduardo Cunha também está aguardando protestos de representantes do movimento LGBT do Estado do Pará. Em todos os outros seis eventos anteriores, o presidente da Câmara dos Deputados, que defende abertamente uma agenda conservadora, contrária às posições do movimento, principalmente ao projeto que criminaliza à homofobia, foi recebido com muitas vaias e beijos gays.
Segundo o cerimonial da Câmara dos Deputados, Cunha inicia a sua agenda institucional em Belém por volta das 7h30, com uma visita ao Museu Emilio Goeldi. Às 8h30, está prevista a abertura do Câmara Itinerante, no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Pará (Faepa), seguida de entrevista coletiva à imprensa. Em seguida, ele segue para Macapá (AP), onde cumpre agenda similar no decorrer da tarde.
O programa, criado por Eduardo Cunha, tem o objetivo de levar a Câmara dos Deputados aos cidadãos de diferentes regiões do País, para que os parlamentares ouçam as necessidades locais, acolham sugestões e ampliem a agenda legislativa nacional. No Pará e no Amapá, serão realizados debates sobre pacto federativo e reforma política. Para participar dos debates, a população pode enviar perguntas e sugestões, em tempo real, por meio do portal e-Democracia, ou pelo e-mail: camaraitinerante@camara.leg.br. Usuários do Instagram e do Twitter podem usar a hashtag #camaraitinerante. Um dos objetivos do Câmara Itinerante é ouvir a população local e levar para o Congresso Nacional sugestões que possam virar projetos de lei.

Nenhum comentário: