Agora é curtir a pagina do blog

sábado, 9 de maio de 2015

CRIME: Comerciante mata um homem na 38º rua do bairro Vitória Régia em Itaituba por causa de uma vaca!

foto de arquivo
Na noite de ontem, 08/05, o dono do comercial Yasmin matou a tiro um homem conhecido por "Dedi". As informações iniciais é de que o comerciante Iran Maia Leandro matou para não ser morto.

Segundo informações que foram repassadas à polícia dão conta que Decimar Rodrigues dos Santos, teria vendido uma vaca para o comerciante, mas na hora do pagamento eles não chegaram a um acordo quanto ao valor a ser pago, pois Iran teria dito que pagaria só por uma banda do animal, já que não tinha apurado todo o dinheiro, fato não aceito pela vítima e, então, começaram uma discussão, que terminou em briga, com o comerciante dando um tiro  no peito da vítima e fugindo em seguida.


Quanto à violência que vivemos hoje é difícil se encontrar um culpado, pois talvez na haja, se não toda a sociedade, que se omite diante do problema e acha que enquanto estiver morrendo bandido, está tudo bem, mais não é bem assim. A impunidade gera a certeza que cada um tem que fazer justiça por si mesmo, com as próprias mãos. 
O que levou a vítima a tentar receber o pagamento por aquilo que vendeu na marra, tentando obrigar o comerciante a pagá-lo? Será que a falta de um meio justo é rápido de conseguir o pagamento não seria a causa? Será que quando matam para punir a algum desafeto não se têm a certeza que mesmo que seja preso, logo consegue a liberdade? E quem está por trás dessa sensação que que se tem de resolver  tudo sem o auxílio do estado? E eu respondo. A sociedade como um todo é culpada. Quando  a polícia prende alguém que sabemos quer é culpado e em poucos dias está solto é porque houveram falhas no processo ou nas pessoas envolvidas. E os motivos são muitos. A falta de compromisso de fazer valer a lei por todos, desde as testemunhas, até o juiz que julga e solta, mesmo podendo manter pessoas nefastas à sociedade presas, dando a demostração clara que quem transgride a  lei é pessoa não grata ao Estado, pois prejudica a coletividade. Mas para que isso aconteça é preciso inquéritos robustos de provas. Denúncia da promotoria bem embasada e acima de tudo que a sociedade cobre o cumprimento da lei ou então, continuaremos a ver cada um buscando se dar bem, enquanto a sociedade é prejudicada e contraventores fiquem na impunidade. E quando os honestos também decidirem fazer sua própria lei para punir os fora da lei não haverá mais pessoas dentro da lei. 
≤≥ Blog RPI /rota policial de Itaituba

Nenhum comentário: