Agora é curtir a pagina do blog

quarta-feira, 21 de maio de 2014

I SEMINÁRIO DESOCIALIZAÇÃO DE EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA-SEPEI



A professora Sandra Maria, da Faculdade do Tapajós - FAT, junto ao Curso de Pedagogia, estão promovendo a realização do projeto “CONVIVENDO COM AS DIFERENÇAS” por perceber que no município de Itaituba pouco se tem discutido no meio acadêmico sobre os procedimentos de Inclusão. As experiências e trocas nessa área se fazem urgente, uma vez que, os procedimentos de exclusão e inclusão tem sido motivo de preocupação, é comum percebemos no contexto social a falta de respeito e consideração com as pessoas que passam por algum tipo de preconceito. Ressalta-se, que a única forma de Incluir se dá na proposta de incluir no contexto social algo que motive a sociedade a discutir, refletir e agir sobre as barreiras que dificultam a inclusão.


Portanto, o I SEMINÁRIO DESOCIALIZAÇÃO DE EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA-SEPEI avançado será um encontro que pode possibilitar uma visão de indissociabilidade entre ensino pesquisa e extensão, o qual traz como discussão: Os processos de Inclusão e Exclusão no município de Itaituba/PA. A proposta do projeto demonstra claramente a preocupação com a formação profissional de discentes que irão futuramente ingressar no mercado de trabalho na área educacional do Município de Itaituba/PA.  
A o seminário será nos dia 05 e 06 de junho na sede do SINTEPP. 

·         Envolver o público-alvo, sociedade local, por meio das associações de moradores, associações de classes, comunidade acadêmica do curso de Licenciatura Plena em Pedagogia– FAT/ Itaituba, e o poder público municipal no órgão da Educação - SEMED;

·         Realizar um levantamento de dados através da observação, no que se refere, a acessibilidade e funcionamento das salas de recursos nas escolas do município que prestam o Atendimento Educacional Especializado – AEE para pessoas com algum tipo de deficiência;

·         Possibilitar a interação sobre outras temáticas como relações étnico-raciais e a cultura indígena no município de Itaituba;

·         Favorecer aos acadêmicos o maior número de orientações sobre os processos de exclusão e inclusão, e que o mesmo possa colaborar para uma melhor qualidade de vida em sociedade da prática diária da sala de aula, à preparação para o exercício da cidadania e à qualificação para o trabalho, na vivência e convivência em ambientes educativos.

Nenhum comentário: