Agora é curtir a pagina do blog

segunda-feira, 24 de março de 2014

EQUIPE FLUVIAL PODERÁ ENCONTRAR AVIÃO DESAPARECIDO


Clareira na mata produzido por temporal
Cmte Atílio na operação de busca
JACAREACANGA,  Agora à pouco conversei com o membro da Defesa Civil do município Nonato Silva, que fará uma incursão às primeiras horas da manha no Igarapé Mutum que tem sua foz em área de influência da sede do município, para checar com sua equipe uma informação dirigida pelo Comando de Buscas e Salvamento,  que localizou através do Super Avião P-3 local com favorabilidade para a presença de metais, que aponta a exemplo da aeronave encontrada nesta data pela manhã caída à quase três décadas , que nesse local poderá ser encontrada  o Avião comandado por Luiz Feltim. Reafirmamos que a equipe comandada por Nonato Silva e Jesuy está munida de um gráfico fornecido pelo Comando de Buscas, com a localização certa através de Coordenadas Geográficas do local que deu sinal  de presença de metais na prospecção movida pelo P-3.
Jesuy - Voluntário nas buscas
Nonato Silva compôs equipe para sobrevoar a região de interesse, acompanhando os Pilotos Dario Dário e Atílio e ainda o voluntario Raimundo Jesuy, que perscrutaram  as matas   que formam parte do Aldeamento Sai Cinza, cruzando a foz do Rio Kadiriri, atravessando o Rio Kabitutu, cruzando o Igarapé Mutum, traspondo o Rio das Tropas  para cruzar o Tapajós  e seguir subindo sua margem esquerda percorrendo as comunidades de Fazendeiro, e São Martim. 
Há presença de varias quedas de arvores conforme comprovam flagrantes fotográficos tudo em função, acredita-se, dos fortes temporais que se precipitam na região, e que chamava de imediato  sempre a atenção  da equipe já que em varias caídas avistadas uma delas poderia  ser provocada  pelo impacto do avião.
O sinuoso Rio das Tropas
Em terra, em seu retorno, Nonato ao prestar constas de sua missão, foi convidado de imediato a liderar uma equipe para verificar informação no Igarapé Mutum já que o P-3 já havia repassado a informação de localização de metais que poderiam ser indicação da queda do avião sumido desde o ultimo 18 de março.
Instante seguido Jesuy e Nonato recrutaram mais pessoas destemidas para  no dia seguinte embrenharem-se nas matas, enfrentando chuva, vento e as hostilidades naturais e cumprirem a missão de tentar achar o avião dos PASSAGEIROS DA AGONIA.

Comunidade Indígena da Boca do Rio das Tropas
Há um indisfarçável otimismo de Nonato e Jesuy por acharem a aeronave desaparecida no local sugerido pelo Super P-3 , e para tanto junto com a equipe segue  pessoal de promoção de saúde para entrarem em ação caso se justifique necessário.
Pista abandonada de Porto Belo
Chuvas predominam nesta e época na região e dificultam a localização do avião desaparecido
Fonte: Blog Rastilho de Pólvora.

Nenhum comentário: