Agora é curtir a pagina do blog

segunda-feira, 24 de março de 2014

CNJ afasta desembargador do Pará



Maroja, desembargador do PAMaroja, desembargador paraense

* João Maroja é acusado de ganhar cerca de 1,3 milhão com venda de sentenças

O desembargador João da Silva Maroja foi afastado, esta manhã [24], pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
O magistrado responde a um processo que apura supostas irregularidades que ele teria cometido quando atuava no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
O blog entrou em contato, há pouco, com o Tribunal de Justiça do Estado, que confirma ter conhecimento da informação, mas garante que ainda foi oficialmente notificado.
- – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – -
No site do CNJ
Por unanimidade, o plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu, nesta segunda-feira (24/3), instaurar Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar indícios de que o desembargador João José da Silva Maroja, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA).
Ele teria recebido, quando presidia o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE/PA), pelo menos R$ 1,3 milhão em troca de decisões judiciais favoráveis a políticos paraenses.
O colegiado decidiu também afastar o magistrado de suas funções durante o andamento do PAD.
Leia também:

Nenhum comentário: